INÍCIO     QUEM SOMOS     GALERIA DE FOTOS    NOTÍCIAS    VÍDEOS GERAL    VÍDEOS SAÚDE    VÍDEOS FLASH BACKS    CONTATO
VOCÊ SABIA?

3 plantas medicinais para tratar o cotovelo de tenista

Para tratar o cotovelo de tenista, o médico geralmente prescreve medicamentos para aliviar a inflamação e a dor. Em casos graves, pode ser preciso fazer uma cirurgia. No entanto, existem algumas alternativas naturais que podem nos ajudar, como as plantas medicinais.

Neste artigo, compartilharemos alguns remédios que demonstraram, em vários estudos, serem eficazes na redução da inflamação e da dor: cúrcuma, gengibre e unha-de-gato. Com eles, também evitaremos os efeitos colaterais dos medicamentos.

O que é o cotovelo de tenista?

O cotovelo de tenista, ou epicondilite, é uma lesão que pode ser sofrida por quem realiza certos movimentos constantes do antebraço e do punho, e não apenas por atletas. Pode afetar pessoas envolvidas em pintura, construção, açougue, etc.

É mais comum em pessoas de 34 a 54 anos, tanto homens quanto mulheres. É caracterizada pela dor na parte externa do cotovelo, chamada de epicôndilo.

Existem outros fatores que também podem aumentar o risco de alguém vir a sofrer dessa condição, como o tabagismo e a obesidade. 

Para tratar o cotovelo de tenista, o médico geralmente prescreve medicamentos para aliviar a inflamação e a dor. Em casos graves, pode ser preciso fazer uma cirurgia. No entanto, existem algumas alternativas naturais que podem nos ajudar, como as plantas medicinais.

Neste artigo, compartilharemos alguns remédios que demonstraram, em vários estudos, serem eficazes na redução da inflamação e da dor: cúrcuma, gengibre e unha-de-gato. Com eles, também evitaremos os efeitos colaterais dos medicamentos.

O que é o cotovelo de tenista?

O cotovelo de tenista, ou epicondilite, é uma lesão que pode ser sofrida por quem realiza certos movimentos constantes do antebraço e do punho, e não apenas por atletas. Pode afetar pessoas envolvidas em pintura, construção, açougue, etc.

É mais comum em pessoas de 34 a 54 anos, tanto homens quanto mulheres. É caracterizada pela dor na parte externa do cotovelo, chamada de epicôndilo.

Existem outros fatores que também podem aumentar o risco de alguém vir a sofrer dessa condição, como o tabagismo e a obesidade. 

Plantas medicinais para tratar o cotovelo de tenista

A seguir, iremos analisar algumas ervas medicinais para ajudar a tratar o cotovelo de tenista naturalmente. No entanto, sempre recomendamos tomá-las sob supervisão médica, pois algumas podem ter contraindicações ou interagir com medicamentos.

Além disso, para serem eficazes, elas sempre devem usadas acompanhadas por mudanças em nossos hábitos, estilo de vida e dieta. Desta forma, seremos capazes de melhorar nossa saúde geral e, em especial, os sintomas do cotovelo de tenista.

1. Cúrcuma

Plantas medicinais para o cotovelo de tenista
A cúrcuma é uma das especiarias anti-inflamatórias que podem ajudar no tratamento da dor causada pelo cotovelo de tenista.

Primeiramente, vamos falar sobre a cúrcuma, um remédio natural antigo que é cada vez mais recomendado para diferentes condições que causam dor e inflamação. Isso se deve às propriedades curativas de seu ingrediente ativo, a curcumina, que também possui propriedades antioxidantes, hepatoprotetoras e até anticancerígenas.

Podemos consumir a cúrcuma como tempero em qualquer tipo de receita, doce ou salgada. Além disso, é excelente como corante natural. No entanto, como tratamento ela será mais eficaz em forma de suplemento de curcumina, que em alguns casos é combinado com pimenta do reino para aumentar seu efeito terapêutico.

Além disso, também podemos preparar um leite dourado delicioso e saudável. Os ingredientes básicos são leite (de vaca ou vegetal) e cúrcuma. No entanto, também podemos adicionar outras especiarias (canela, cardamomo, gengibre, cominho, etc.) e adoçar com mel. É uma bebida muito energética e reconfortante, ideal para os dias frios.

2. Gengibre

Em segundo lugar, nos referimos a outro tempero da mesma família da cúrcuma, o gengibre. Esta raiz se destaca como um anti-inflamatório natural e tem sido usada na medicina asiática com essa finalidade desde os tempos antigos.

Podemos combinar o consumo de gengibre fresco (em sucos, infusões, saladas, etc.) com a aplicação tópica do seu óleo. Se usar o óleo essencial de gengibre, você deve diluí-lo em outro óleo base, como azeite de oliva, óleo de coco ou de amêndoas. Você vai notar que ele fornece muito calor e, se for aplicado constantemente, também ajuda a aliviar a dor.

Talvez você possa se interessar: 8 usos de óleo essencial de incenso que você vai gostar de conhecer

3. Unha-de-gato

Planta medicinal
Esta planta contém substâncias ativas que ajudam a aliviar a dor. Além disso, é anti-inflamatória.

Finalmente, falaremos da unha-de-gato, nome dado à planta de Uncaria tomentosa. Originalmente da região amazônica, seus benefícios nos surpreendem a cada dia, dentre os quais se destacam suas virtudes anti-inflamatórias e antitumorais. Ao reduzir a inflamação, também alivia a dor causada pelo cotovelo de tenista.

A melhor maneira de tomar a unha-de-gato é como um suplemento. Desta forma, podemos controlar a dose. Além disso, esta planta medicinal também possui propriedades antioxidantes, cicatrizantes, antimicrobianas e antivirais, entre muitas outras.

Agora, já conhecemos algumas plantas medicinais eficazes para tratar o cotovelo de tenista naturalmente, através de bebidas e suplementos. Se as consumirmos e alternarmos regularmente, poderemos notar uma melhora na dor e na inflamação causadas por essa condição. No entanto, nunca devemos negligenciar o diagnóstico e o tratamento médico personalizado.

 

 

 

 

Fonte: (Melhor com Saúde)


 

E-mail: contato@saudeeestilo.com.br / Whatsapp: (31) 99739-8400

© Saúde e Estilo 2020. Todos os direitos reservados. Webmail